Contribuições do Círculo de Bakhtin para uma compreensão dialógica das condições sócio históricas atuais do ensino do texto no Brasil.

Resumo: O presente projeto de pesquisa tem como objetivo geral investigar a atual realidade do ensino de texto, no Brasil, que tem se (re)configurado a partir da assunção, tanto pelo Estado, e suas instituições escolares, quanto pela Academia, e suas instâncias de ensino e pesquisa, da noção bakhtiniana de Gêneros do Discurso, tomada como parâmetro fundamental dos processos de ensino-aprendizagem de leitura e produção textual nas práticas escolares. No entanto, a despeito de um certo “acordo coral” em torno dessa (re)configuração, a noção de gêneros do discurso convive, seja na Escola, seja no Estado, seja na Academia, com concepções diversas em torno de si, inclusive concepções tradicionais de leitura e escrita, o que gera uma tensão ideológica entre os sujeitos envolvidos nas interações com e\ou nesse espaço discursivo. Neste sentido, pretende-se investigar se a base dialógico-discursiva bakhtiniana, fundamentada no materialismo histórico-dialético, por um lado, e na filosofia do ato responsável, por outro, tem sido considerada nas seguintes materialidades discursivas: a) Orientações curriculares oficiais que concebem o texto no âmbito dos gêneros discursivos; b) Materiais didáticos desenvolvidos a partir da perspectiva teórica dos gêneros discursivos e utilizados em situações de ensino-aprendizagem; c) Textos e contextos de produção de gêneros discursivos variados, especialmente os dissertativo-argumentativos; e d) Formação e prática de professores de língua portuguesa. Em termos teóricos, o projeto visa consolidar sua fundamentação na filosofia da linguagem do chamado Círculo de Bakhtin (BAKHTIN, 2010; 2013; BAKHTIN/VOLOSHINOV, 2010; MEDVIEDEV, 2012; VOLOCHÍNOV, 2013). Além das concepções de enunciação e de diálogo, e de responsividade ética, desenvolvidas pelos pensadores do Círculo, trabalha-se, no projeto, com outras concepções bakhtinianas, derivadas da noção de gêneros do discurso, como as de enunciado concreto, estilo e autoria (ver, a esse respeito, BRAIT, 2005; 2006; 2009; FARACO, TEZZA, CASTRO, 2007; entre outros). Em termos metodológicos, o projeto se propõe a uma investigação de natureza qualitativa, de base indiciária e dialógica. A partir de Ginzburg (1986), os dados são analisados como indícios de processos, que, por sua vez, são tomados como dialógicos. Isso significa que os dados não são avaliados como conclusivos, definitivos, capazes de iluminar as causas objetivas dos processos em análise. Além disso, esses dados são sempre tratados como reflexos e refrações de processos interacionais, sociais e históricos, sendo, portanto, representativos de diálogos entre sujeitos discursivos (AMORIM, 2001; ZANDWAIS, 2012; 2013).

Data de início: 2017-03-01
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Luciano Novaes Vidon
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910