A (des)construção da face: (im)polidez linguística na interlíngua de aprendizes de inglês como língua estrangeira.

Resumo: As pesquisas, tanto em língua estrangeira como em língua materna, demonstram que os aprendizes não se utilizam das normas de polidez linguística adequadamente, ou, mesmo, não a utilizam. Dessa forma, empregam atos de fala altamente ameaçadores tanto da face positiva como da negativa do interlocutor e da própria, o que vai culminar com o insucesso da interação. Em vista disso, o presente trabalho visa analisar a utilização/não utilização de estratégias de polidez por aprendizes de inglês como língua estrangeira (LE) no decurso da interação, para construir, manter, ou resgatar a própria face e a do seu interlocutor. Almejamos empregar os resultados na conscientização desses aprendizes, bem como no ensino de estratégias de polidez condizentes com as normas de um convívio mais harmônico em sociedade.

Data de início: 2012-08-01
Prazo (meses): 96

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Aurélia Leal Lima Lyrio
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910