Emoções-em-interação

Resumo: Partindo do princípio de que uma análise das emoções-em-interação precisa levar em conta uma percepção das posturas afetivas demonstradas pelos participantes em uma determinada situação social, emoção e afetividade são noções compreendidas neste projeto como um exibição social que é coconstruida e, assim, emerge como observável em situações de fala-em-interação (RUUSVUORI, 2013, p. 347).
Segundo Tainio e Laine (2015), afeto é um conceito analiticamente difícil de ser identificado, razão pela qual os pesquisadores em análise da conversa preferem abordá-lo em termos de postura afetiva, pois se trata de uma atitude que está demonstradamente disponível para análise através de ações verbalmente evocadas e/ou multimodalmente corporificadas. Desse modo, em estudos linguisticamente orientados, a postura é tratada como uma prática emergente da interação entre interlocutores em um contexto particular sequencial que deve ser visto de um ponto de vista intersubjetivo, isto é, na perspectiva daquilo que é compreendido mutualmente pelos próprios participantes de uma dada interação em curso.
Nesse sentido, a observação de cenários de fala-em-interação variados permitirá estabelecer uma comparação entre posturas afetivas e seus determinados cenários de ocorrência, de modo que possamos estabelecer padrões interacionais prototípicos, como, por exemplo, "posturas afetivas interacionais prototípicas na fala-em-interação escolar"; "posturas afetivas interacionais em cenários de atenção à saúde"; "posturas afetivas interacionais prototípicas de cenários jurídicos", e assim sucessivamente.

Data de início: 2020-08-01
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Roberto Perobelli de Oliveira
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910