A CONSTRUÇÃO DO SENTIDO DO TEXTO HUMORÍSTICO: ASPECTOS LINGUÍSTICOS

Resumo: O projeto de pesquisa intitulado A construção do sentido do texto humorístico: aspectos linguísticos visa à investigação dos elementos linguísticos (mais especificamente os aspectos textuais e argumentativos) envolvidos na constituição e funcionamento do humor em diferentes gêneros discursivos que pertencem à modalidade escrita e oral e que fazem parte de diversas esferas de comunicação, como a literária, a do cotidiano, a jornalística e a publicitária (impressa, televisiva, radiofônica). O nosso objetivo principal é verificar quais são os aspectos textuais (verbais ou não-verbais) e retóricos (uso de figuras, escolha dos argumentos, exploração do pathos e constituição do ethos) usados na obtenção dos efeitos humorísticos.
Embora o humor seja frequente em nossa vida, segundo Ziraldo (1970), não há muitas pessoas que se preocuparam em entendê-lo e explicá-lo razoavelmente. As pesquisas sobre esse tema começaram a se desenvolver na década de 70 e mesmo assim tiveram problemas para serem reconhecidas, em virtude de uma crença (talvez inconsciente) de que o que era agradável e divertido não podia ser assunto respeitável para o campo acadêmico (RASKIN, 1987).
Possenti (2001), na busca em explicar linguisticamente o humor, ressalta que não existe uma linguística do humor, o que na verdade há são áreas da linguística que podem fornecer instrumentos para clarear determinados aspectos da linguagem do humor.
Partindo dessas considerações – e levando em conta: (i) o fato de que o humor está presente nos mais diversos gêneros produzidos e, por isso, tem um papel necessário e importante em nossa vida; e (ii) que o texto humorístico é capaz de deixar evidente, de uma forma agradável, fatos importantes do funcionamento discursivo dos textos e dos recursos da língua – a pesquisa aqui proposta se justifica pelo fato de procurar resposta às seguintes questões: (i) quais são as propriedades linguísticas que fazem um texto ou gênero ser engraçado? (ii) quais são os objetivos ou funções do humor? e (iii) quais os efeitos persuasivos do humor?
Desse modo, por meio dos pressupostos teóricos das teorias da linguística, especialmente a Linguística Textual e a Retórica, este estudo procura contribuir tanto para compreensão do funcionamento dos textos humorísticos, como também para a produção desses tipos de texto.

Data de início: 2009-12-01
Prazo (meses): 36

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Mestrado Raquel Camargo Trentin
Coordenador Ana Cristina Carmelino
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910