Ensino-Aprendizagem de Inglês como Língua Estrangeira

Código: PGEL-2007
Curso: Mestrado em Estudos Linguísticos
Créditos: 4
Carga horária: 60
Ementa: Estudo das filosofias, pedagogias, metodologias e abordagens para o ensino de línguas estrangeiras (LE) sob as perspectivas críticas e educacionais; Formação de professores de LE; Propostas metodológicas contemporâneas para o ensino da LE. Estudo da pluralidade linguística. Educação Bilíngue
Bibliografia: ALMEIDA FILHO, J.C.P. (Org.). O professor de língua estrangeira em formação. Campinas: Pontes Editores, 2009.
BORELLI, J. D. V. P.; PESSOA, R. R. Linguística Aplicada e formação de professores: convergências da atuação crítica. In PESSOA, R. R. e BORELLI, J. D. V. P. (Orgs.). Reflexão e Crítica na formação de professores de língua estrangeira. Goiânia: Editora UFG, 2011.
BRASIL, 2006. Orientações curriculares para o ensino médio: linguagens, códigos e suas tecnologias – conhecimentos de línguas estrangeiras. Brasília: Ministério da Educação / Secretaria de Educação Básica, 2006. Disponível em: . Acesso em: 02 fev. 2015.
BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais para o ensino médio: linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília: MEC/SEMTEC, 2000. Disponível em: . Acesso em: 02 fev. 2015.
FERRAZ, D. M.; DUBOC, A. P. Letramentos Críticos de professores de inglês: Currículos e perspectivas em expansão. Revista X. , v.1, p.19-32, 2011. FERRAZ, D. M. EELT – Education through English Language teaching and Visual Literacy: an interweaving perspective. Contexturas. , v.17, p.39-56, 2010.
FINARDI, K.R.; PORCINO, M. C. Tecnologia e Metodologia no Ensino de Inglês: Impactos da Globalização e da Internacionalização. Ilha do Desterro, v. 66, p. 239-284, 2014.
FINARDI, K. R.; Dalvi, M. A. Encurtando as distâncias entre teoria-prática e universidadeescola no ensino de línguas e na formação de professores. Intersecções, Jundiaí, v. 5, p. 115-127, 2012.
FLORY, E. V.; DE SOUZA, M. T. C. C. Bilinguismo: diferentes definições, diversas implicações. Intercâmbio. Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem, São Paulo, v. 19, 2010.
GIROUX, H. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 1997.
HERNAIZ, I. Educação na diversidade: experiências e desafios na educação intercultural bilíngüe. 2. ed. Brasília: Ministério da Educação; Unesco, 2007. KUMARAVADIVELU, B. Understanding language teaching: from method to postmethod. Mahwah, New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates, 2006. LARSEN FREEMAN, D. Key concepts in language learning and language education In: SIMPSON, J. (org) The Routledge handbook of Applied Linguistics. New York and London: Routledge, 2011.
MATTOS, A. M. A. Novos Letramentos, Ensino de Língua Estrangeira e o papel da escola pública no Século XXI. Revista X, v. 1, n. 1, p. 33-47, 2011.
MEGALE, A. H. Bilingüismo e educação bilíngüe–discutindo conceitos. Revista Virtual de Estudos da Linguagem – ReVEL, v. 3, n. 5, 2005.
MONTE MÓR, W. Foreign languages teaching, education and the new literacies studies: expanding views. In: GONÇALVES, G. R.; ALMEIDA, S. R. G.; PAIVA, V. L. M. O.; PENNYCOOK, A. Critical and Alternative Directions in Applied Linguistics. Australian Review of Applied Linguistics, Monash University Press, v.33, n. 2, 2010.
RAJAGOPALAN, K. Por uma Lingüística Crítica: Linguagem, Identidade e a Questão Ética. 3. ed. São Paulo: Parábola, 2008. v. 1. 144p .
SAVIANI, D. História das Ideias Pedagógicas no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2007.

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910